Imagem da receita

Bao recheado com porchetta

Esse pãozinho chinês é cozido no vapor fica fofinho e macio. É ótimo para transformar sobras em uma nova refeição surpreendente. Nessa versão, usamos uma sobra de porchetta, mas pode aproveitar o que tiver por aí.


AutorPanelinha

Tempo de preparoMais de 2h

Serverende 6 unidades

PARA A MASSA

Ingredientes

  • 1 ¼ xícara (chá) de farinha de trigo
  • ¼ de xícara (chá) de amido de milho
  • ½ xícara (chá) de água morna
  • 1 colher (chá) de fermento biológico seco
  • 2 ½ colheres (sopa) de açúcar
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de manteiga em ponto pomada
  • óleo para untar

Modo de preparo

  1. Numa tigela pequena, misture o fermento com a água morna e espere 10 minutos ou até começar a espumar. Enquanto isso, unte uma tigela grande com o óleo.
  2. Na tigela de batedeira, com o gancho, coloque a farinha de trigo, o amido de milho, o açúcar e o sal. Bata em velocidade baixa apenas para misturar os ingredientes. Adicione a água com o fermento ativado e continue a bater até formar uma massa – pare de bater e raspe a lateral da tigela com uma espátula para misturar os ingredientes de maneira uniforme.
  3. Aumente a velocidade para média, junte a manteiga e bata por 8 minutos para sovar, até a massa ficar bem lisa e macia (se preferir, você pode misturar e sovar a massa à mão). 
  4. Desligue a batedeira e modele a massa numa bola. Transfira para a tigela untada, cubra e deixe descansar por 1 hora e 30 minutos, até a massa crescer e dobrar de tamanho. Enquanto isso, prepare o recheio.

PARA O RECHEIO E MONTAGEM

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de sobras de porchetta cortada em cubos de 1 cm (ou outras sobras de carne cozidas, assadas ou braseadas)
  • 1 dente de alho pequeno
  • 1 ½ colher (chá) de shoyu (molho de soja)
  • 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo
  • 1 colher (sopa) de vinagre de arroz
  • 1 anis-estrelado
  • 1 canela em rama
  • ½ colher (chá) de colorau
  • ¼ de colher (chá) de pimenta-do-reino branca em grãos
  • 2 colheres (chá) de amido de milho
  • ½ xícara (chá) de água + 1 colher (sopa) de água para dissolver o amido
  • 3 ramos de cebolinha
  • farinha de trigo para polvilhar na bancada
  • óleo de gergelim para pincelar

Modo de preparo

  1. Descasque e fatie fino o alho. Lave, seque e fatie fino a cebolinha.
  2. Numa panela pequena, coloque o açúcar, o alho, a canela, o anis, o colorau, a pimenta-do-reino branca, o shoyu, o vinagre e a água. Misture com uma espátula e leve ao fogo médio. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos para apurar os sabores. 
  3. Sobre uma tigela, passe o caldo com especiarias por uma peneira e reserve. 
  4. Volte a panela ao fogo médio (nem precisa lavar), adicione a porchetta e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, mexendo de vez em quando, para aquecer – caso a porchetta solte muita gordura retire o excesso com uma colher. 
  5. Enquanto isso, numa tigela pequena, dissolva o amido de milho em 1 colher (sopa) de água e junte ao caldo reservado.
  6. Volte o molho para a panela com a porchetta. Assim que ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 2 minutos até ficar espesso e brilhante. Desligue o fogo e transfira o recheio para uma tigela. Espere esfriar completamente antes de modelar os baos.
  7. Passado o tempo de fermentação, transfira a massa para a bancada levemente enfarinhada. Com as mãos modele a massa num rolo e corte em 6 porções. Modele cada porção de massa numa bolinha e cubra com um pano de prato. 
  8. Para modelar o bao: achate a bolinha de massa com as mãos. Com o rolo de macarrão, abra a massa pelas bordas num disco 12 cm, deixando o centro mais grosso – o formato será de um ovo frito, com o centro do disco mais alto. Dessa forma a base do bao não racha. 
  9. Posicione a massa aberta na palma de uma das mãos e coloque 1 ½ colher (sopa) do recheio no centro da massa. Para fechar: una as bordas de massa em cruz, pressionando com as pontas dos dedos para selar. Vá girando o bao e dobrando a borda de massa nela mesma. Finalize torcendo a pontinha para deixar no formato típico. Repita com o restante da massa.
  10. Preencha o fundo de uma panela de vapor (ou wok) com água e leve ao fogo médio para ferver. Enquanto isso, corte 6 quadrados de papel-manteiga com 10 cm. Pincele cada quadrado com óleo de gergelim – ele vai ser usado sob o bao, para que o pãozinho não grude no fundo do cesto. 
  11. Posicione os baos no cesto, cada um sobre seu papel untado.
  12. Assim que a água ferver, apoie o cesto sobre a panela, tampe, abaixe o fogo e conte 12 minutos. 
  13. Com cuidado para não se queimar com o vapor, retire os baos do cesto e descole o papel da base de cada um. Repita com o restante e sirva a seguir. 

 

OUTRA FORMA DE MODELAR

Existe outra maneira de modelar os baos. Retire uma porção da massa e modele como uma bolinha de gude. Abra a massa num disco; posicione a bolinha no centro e achate levemente – dessa maneira você também reforça a base da massa que será recheada.


PODE ARMAZENAR

Os baos assados podem ser armazenados por até 3 dias na geladeira ou 1 mês no freezer. Reaqueça no micro-ondas em potência média por 2 minutos antes de consumir. Se preferir, aqueça os pãezinhos numa frigideira antiaderente, com um fio de óleo, tampada por alguns minutos – os baos ficam com a base tostadinha. 

Sugestão de
cardápio