Banner do Blog

Ceia de Natal a menos de R$ 50 por pessoa

Imagem do post

Fui marcada em um tuíte que traduz uma preocupação de muitas pessoas no Natal deste ano. Um seguidor pedia uma ceia com alimentos que caibam no orçamento. Na conversa, a maior parte das pessoas sugeria valores entre R$ 30 e R$ 50 por pessoa para uma ceia econômica. Estamos vivendo um momento de preços em alta e orçamentos apertados. E aí entra a boa notícia: é totalmente possível preparar uma ceia incrível sem gastar mais do que isso por pessoa. Tenho não uma, mas algumas sugestões de cardápio.

 

Frango assado, o clássico lombo de porco, sem falar em cardápios sem carne são algumas das possiblidades. Ervas e legumes aromáticos, mais em conta, entram no lugar de frutas secas e castanhas para dar sabor a farofas e arrozes. Dentro do Especial de Natal do Panelinha, criamos a página Ceia Econômica, com combinações de receitas com ingredientes fáceis de achar e com preços em conta.


Ceias Econômicas: confira 4 cardápios

Especial Natal

 

Mas a questão da ceia vai um pouco além das receitas em si. Tem a ver com duas perguntas:

 

  1. O que é comida de festa?
  2. Como escolhemos o que comemos?

 

 

O que é comida de festa?

Para mim, na minha casa, a resposta para essa pergunta tem mais a ver com a montagem dos pratos do que com os alimentos em si. 


Quer ver um exemplo muito claro: macarrão. Pode ser um jantar pá-pum do meio da semana ou refeição especial para receber convidados. O que muda é como você serve. Num jantar especial, o prato ganha mais camadas, acessórios culinários, ervas, farofinhas... Quais os acompanhamentos? Na correria do dia a dia o macarrão pode ser prato único. No jantar especial pode vir acompanhado de uma salada bem elegante ou mesmo uma carne. Muda o que vai ter de bebida, como a mesa está montada, qual a sobremesa...


Mas sei também que as ocasiões especiais estão ligadas a ingredientes raros na mesa do dia a dia. É o bacalhau da Páscoa. O medalhão de filé no jantar de aniversário. Já no Natal, a indústria conseguiu emplacar o peru, já temperado. O que leva para a segunda pergunta.


Como escolhemos o que comemos? 

Como é a decisão do cardápio da ceia de Natal. Tem peru porque todo mundo gosta ou tem peru porque "tem que ter"? Costumo dizer que a melhor maneira de fazer escolhas é saber do que você precisa, é conhecer as suas necessidades. Quando você sabe o que você quer, faz escolhas com mais autonomia. Digo mais autonomia porque, por exemplo, se você quiser preparar um peru, mas como eu tem pavor do tempero pronto ultraprocessado, provavelmente não vai conseguir encontrar. 

 

A indústria dos produtos alimentares despeja caminhões de dinheiro em marketing para criar uma áurea de desejo em torno de determinados produtos alimentares. Conseguiu cravar o peru no centro da mesa de Natal, mesmo que por aqui a gente não tivesse essa tradição. 

 

O peru é caro. O quilo da ave este ano em São Paulo gira em torno de R$ 25 a R$ 30, e as aves têm coisa de 6 a 7 quilos. Ou seja, se achar um pequenininho no lugar mais em conta, vai gastar mais de 100 reais só de peru. 


A solução

Já tem tempo que defendo o frango assado para a ceia de Natal. Com um arroz festivo, uma farofa caprichada, um molho bem saboroso, ele compõe a mesa da ceia com três grandes vantagens. 

 

  1. É um alimento in natura. Você escolhe o seu tempero. Limão para um sabor mais mediterrâneo. Laranja com especiarias para uma pegada bem natalina. Abacaxi douradinho para um clima tropical. 
  2. É mais gostoso. Por ser menor, ele assa de maneira mais uniforme, fica mais suculento, mais saboroso. E se a família for grande, é só assar mais de um.
  3. É mais em conta. Bem mais em conta. É a metade do preço. O quilo do frango inteiro está por volta de R$ 10. E você encontra aves de 1,5 kg, 2 kg… 

 


Você pode estranhar. Frango, arroz e farofa, na ceia do Natal? Pois é. Com um toque especial, esse trio vira uma belíssima ceia de Natal, sem perder glamour, sem perder charme. E ganhando muito no sabor.


O frango pode ser perfumado com laranja e especiarias e ir para a mesa enfeitado com fatias de laranja grelhadas e cabeças de alho assadas inteiras.

Ou ainda pode experimentar esse frango recheado com farofa de abacaxi que, sozinho, já resolve a festa. E ainda traz um sabor todo tropical para a ceia de Natal.

Para acompanhar, escolha um arroz festivo, uma farofa caprichada, sobremesas que todo mundo ama. A conta fica mais fácil de fechar. Dá até para colocar uma castanha-de-caju na farofa. Uma uva-passa no arroz. 


Vou deixar aqui a minha sugestão pessoal, com as minhas receitas favoritas. Mas você encontra todas as minhas receitas de Natal no especial Natal do Panelinha. E se quiser olhar ideias já separadas levando em conta o preço dos ingredientes, visite a pagina Ceia Econômica. 


Frango assado com laranja e alecrim

Arroz com passas

Farofa com banana-passa e castanha-de-caju

Salada de pepino com uva e iogurte

Manjar branco